sábado, 28 de maio de 2011

Rosa



sexta-feira, 27 de maio de 2011

Uma escolha...

Ultima chance, tenho que emagrecer... cada dia acordo mais gorda.. assim não dá....assim não dá pra querer. putz grila!

Ando devagar...porque já tive pressa...


Ando devagar
Porque já tive pressa
E levo esse sorriso
Porque já chorei demais

Hoje me sinto mais forte,
Mais feliz, quem sabe
Só levo a certeza
De que muito pouco sei,
Ou nada sei

Conhecer as manhas
E as manhãs
O sabor das massas
E das maçãs

É preciso amor
Pra poder pulsar
É preciso paz pra poder sorrir
É preciso a chuva para florir

Penso que cumprir a vida
Seja simplesmente
Compreender a marcha
E ir tocando em frente

Como um velho boiadeiro
Levando a boiada
Eu vou tocando os dias
Pela longa estrada, eu vou
Estrada eu sou

Conhecer as manhas
E as manhãs
O sabor das massas
E das maçãs

É preciso amor
Pra poder pulsar
É preciso paz pra poder sorrir
É preciso a chuva para florir

Todo mundo ama um dia,
Todo mundo chora
Um dia a gente chega
E no outro vai embora

Cada um de nós compõe a sua historia
Cada ser em si
Carrega o dom de ser capaz
E ser feliz

Conhecer as manhas
E as manhãs
O sabor das massas
E das maçãs

É preciso amor
Pra poder pulsar
É preciso paz pra poder sorrir
É preciso a chuva para florir

Ando devagar
Porque já tive pressa
E levo esse sorriso
Porque já chorei demais

Cada um de nós compõe a sua historia
Cada ser em si
Carrega o dom de ser capaz
E ser feliz






As andorinhas voltaram...


As andorinhas voltaram

E eu também voltei

Pousar, no velho ninho


Que um dia aqui deixei

Nós somos andorinhas

Que vão e quem vem


Á procura de amor,


Ás vezes volta cansada,

Ferida machucada

Mas volta pra casa

Batendo suas asas

Com grande dor


Igual a andorinha

Eu parti sonhando

Mas foi tudo em vão


Voltei sem felicidade

Porque, na verdade


Uma andorinha,


Voando sozinha

Não faz verão

Flores...

Titãs

Olhei até ficar cansado

De ver os meus olhos no espelho

Chorei por ter despedaçado

As flores que estão no canteiro

Os punhos e os pulsos cortados

E o resto do meu corpo inteiro

Há flores cobrindo o telhado

E embaixo do meu travesseiro

Há flores por todos os lados

Há flores em tudo que eu vejo

A dor vai curar essas lástimas

O soro tem gosto de lágrimas

As flores têm cheiro de morte


A dor vai fechar esses cortes

Flores

Flores

As flores de plástico não morrem

Olhei até ficar cansado

De ver os meus olhos no espelho

Chorei por ter despedaçado

As flores que estão no canteiro

Os punhos e os pulsos cortados

E o resto do meu corpo inteiro

Há flores cobrindo o telhado

E embaixo do meu travesseiro

Há flores por todos os lados

Há flores em tudo que eu vejo

A dor vai curar essas lástimas

O soro tem gosto de lágrimas

As flores têm cheiro de morte

A dor vai fechar esses cortes
Flores

Flores

As flores de plástico não morrem

Flores

Flores

As flores de plástico não morrem

domingo, 15 de maio de 2011

A Calça de borboletas


Motivo número "1" para emagrecer:

Entrar na calça de borboletas

Quando comprei está calça ela entrou, porém não ficou legal, ficou bem apertadinha. Fiquei com ela assim mesmo, se emagrecer um kilinho vai ficar bem. . .
...Engordei 7 kilos e nunca foi possível usá-la.... Agora é uma questão de honra!!!

Primeiro dia com 70 kg.

Motivos para emagrecer!


Meu cartão de enfrentamento

Rumo aos 58 Kg


1. Entrar na calça de borboleta

2. ter uma aparência melhor (ficar bem na foto)

3. ficarei mais feliz quando me olhar no espelho

4. serei mais saudavel

5. terei mais energia

6. gostarei mais de mim

7. Serei mais auto confiante

8. aumentarei minha auto-estima

9.ficarei bem de biquini

10. ficarei mais feliz quando me olhar no espelho.

11. Meu marido e meu filho vão se orgulhar de mim

12. minha coluna vai agradecer

13. Irei me sentir melhor comigo mesma.
Ocorreu um erro neste gadget