terça-feira, 15 de novembro de 2011

Eduarda Nunes




segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Elisiane dos Santos...





http://www.fsnh.net.br/Link




Primeiro depoimento de Elisiane ao chegar no quarto da maternidade: " Aos queridos funcionários, médicos, coordenação e direção do Hospital Municipal de Novo Hamburgo, que acolheram e receberam seus novos filhos hamburguenses: Gustavo e Guilherme, parabéns! Parabéns a toda esta comunidade fantástica que possui em sua Fundação de Saúde municipal funcionários do mais alto valor e competência, pois não basta saber fazer é imprescindível que se faça com amor e isso, em nome de meus filhos, em meu nome e em nome dos meus familiares posso garantir com toda a certeza, a equipe da Fundação, em especial, o pessoal da UTI Adulta e da NEO Natal Ama o que faz e são o diferencial no salvamento de vidas, através de Deus e do Amor".







segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Agora uma Reikiana...



















domingo, 30 de outubro de 2011

Elisiane dos Santos


Corrente de Oração...





Mãe e gêmeos correm risco de morteOs médicos do Hospital Municipal de Novo Hamburgo qualificavam como grave, na noite passada, o estado de saúde de Elisiane dos Santos San Martin, de 34 anos, e dos gêmeos prematuros, Gustavo e Guilherme, que ela deu à luz no fim da tarde de domingo (23). O coordenador de obstetrícia, João Bohn, considerou necessário esperar aproximadamente 72 horas para avaliar o efeito dos antibióticos sobre Elisiane, que está com infecção ovular.

A bolsa de um dos bebês de Elisiane, grávida de 33 semanas, se rompeu sexta-feira quando ela estava na cidade em que mora, Santa Vitória do Palmar, no extremo sul gaúcho. Como a cidade não tem UTI neonatal e não havia vagas nas UTIs de Rio Grande e de Pelotas, Elisiane foi transportada até Novo Hamburgo, na Região Metropolitana de Porto Alegre, onde estão concentradas mais de 200 das 370 unidades do estado. A demora na transferência e a viagem de mais de seis horas numa ambulância comum, por mais de 530 quilômetros, agravaram uma infecção diagnosticada sábado ainda em Santa Vitória.

O pai e a mãe de Elisiane, Elísio e Neiva, e o pai das crianças, Alex, aguardam notícias em frente ao hospital. (Foto: arquivo familiar)

domingo, 9 de outubro de 2011

Reiki

" Quem trabalha com a técnica


é um profissional.


Quem trabalha com a inspiração


é um artista


Quem trabalha com as mãos


É um artesão.


Quem trabalha com a mente


é um sábio.


Quem trabalha com a intuição


É um místico.


Quem trabalha com o coração


É um espiritualista.


Quem trabalha com a técnica, a


inspiração,


As mãos, a mente, a intuição e o coração


É um reikiano."




















sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Livro

As mães de Chico Chavier (Pag. 226)

DR. Thadeu Merlin
Divaldo Franco

Ele era jovem e era sonhado, como todo jovem. Estava concluindo o curso de medicina na Universidade de Los Angeles, na Califórnia, EUA. Havia se apresentado como um exelente estudante. As suas eram notas relevantes, respeitável a sua cultura.
No entanto, adotava um comportamento esdrúxulo para a época. Asseverava o estudante Thadeu Merlin que a eutanásia era o melhor processo terapêutico para os doentes irrecuperáveis. Aplicar a eutanásia representava um ato de compaixão, uma atitude de misericórdia para aqueles que se encontravam em estágio mais agônico da sua existencia.
É óbvio que essa tese absurda provocava nos mestres e nos colegas compreensível reação. E todos diziam-lhe:
- Mas Thadeu, a função da medicina, claro, não é impedir a morte que é um fenomeno biologico. Mas é tornar a vida mais digna. Prolongar a existência, ensejar uma sobrevida de acordo com os processos terapêuticos defluentes das conquistas cientificas.
Mas o jovem era obstinado e dizia:
- Quando eu receber o diploma legal e enfrentar um paciente que seja vítima de uma enfermidade degenerativa, de um processo para o qual não há a mais m;inima esperança, no silêncio da noite, eu praticarei a medicina da compaixão, a eutanásia, e evitarei que a pessoa sofra; ao mesmo tempo aliviarei a família de uma carga insuportável.
Os amigos teimavam, porém Thadeu Merlin mantinha a sua teoria. Não podemos modificar a estrutura do pensamento das demais pessoas.
A Califórnia periodicamente é vítima de duas tragédias anuais.
As cheias que acotecem no verão e as grandes queimadas - a combustão espontânea das florestas que se encontram em derredor das cidades.
Foi numa dessas calamidades, uma grande tempestade que se abateu sobre Los Angeles, que a vida de Thadeu Merlin deveria modificar o seu roteiro completamente.
Vários desabamentos, pedidos de socorro para o hospital de clínicas, os hospitais particulares sobrecarregados, e por fim uma chamada estranha.
Era uma chamada que vinha de um bairro de pessoas miseráveis. Imigrantes europeus que ali se encontravam homiziados, sem receber qualquer assistência governamental. Mas aquele apelo era muito peculiar. Tratava-se de uma senhora visivelmente ignorante que era aparadeira.
Ela dizia que estava tentando salvar duas vidas - uma gestante no ato do parto, um parto que não se consumava. Apesar das dores lancinantes e das largas horas em que a gestante estava para dar a luz, tudo indicava que a vida da criança seria impossível e consequentemente tamb'm de sua mãe.
Ela pedia que fosse de imediato uma ambulância para levá-la ao hospital para o parto, talvez uma cesriana, fosse lá o que fosse.
A atendente explicou que era impossível. Não apenas pelos alagamentos, pelas casas que haviam ruído, as estradas intransitáveis, as avenidas... mas também porque o hospital estava superlotado.
Todos os centros cirurgicos estavam com fila de espera. Os corredores abarrotados de pessoas colocadas de qualquer forma, vítimas dos acidentes de várias natureza.
Mas a pessoa insistiu de tal forma...
- Vocês não têm um médico disponível¿ Uma pessoa que pelo menos possa vir dar-nos... socorrer-nos... Uma pessoa qualquer do hospital¿!
A atendente olhou a lista do plantão e, depois de examina-la toda, percebeu embaixo o nome do estudante Thadeu Merlin.
Era ainda quintanista de medicina. Não tinha muita experiência, estava ali também de plantão.
Ela chamou pelo serviço interno do hospital e explicou-lhe a condição de emergência.
Apesar da teoria de Thadeu Merlin, ele era um jovem de sentimentos elevados. Era uma distorção de interpretação das propostas da medicina. Quando ele soube do drama:
- Pois não, poderei visitar.
E ofereceu-se com maior prazer, a mais ampla disponibilidade.
Foi encaminhado a um obstetra, levado a um lugar próprio, recebeu instrução apressada, foram-lhe oferecidos alguns medicamentos de emergência e ele partiu numa ambulância.
Thadeu Merlin era socialista e lutava contra as injustiças sociais. À medida que ele saía daquela Los Angeles dos astros de cinema, das personalidades poderosas do petróleo, dos grandes executivos, e acercava-se da periferia, dos bairros miseráveis que são iguais no mundo inteiro, e adentrava-se mais aos pardieiros prestes a ruir, não pôde sopitar uma revolta surda contra as leis injustas.
Então chegou ao local cujo endereço ele carregava. Era um pardieiro de três andares. Thadeu Merlin com a sua mala de instrumentos e medicamentos subiu a escadaria. Encontrou em cada vão das escadarias sujas, de madeira velha, crianças esfarrapadas, miseráveis sociais, miseráveis por desnutrição, e quando chegou ao andar indicado a porta estava aberta. Era um velho apartamento, uma cama de ferro, uma mulher sobre ela, quase desmaiada, e uma senhora que dizia:
- Doutor, não há jeito para essa mulher. Desde ontem à noite. Note, já é quase noite, ja se passaram mais de vinte horas, ela com dores insuportáveis e acriança não está localizada. Mas ela é culpada. Imagine que é mãe de sete e ainda se atreveu ter mais outra gestação. O marido não aguentou, é claro. Pediu que ela abortasse. A solução era o aborto, mas ela se negou. O marido disse: "Não conseguimos alimento para nove. Como vamos conseguir para dez¿ Ou você opta pelo seu filho, ou por mim! " Ela resolveu pelo filho, e ele se foi. Aí está, desnutrida, miserável e agora vai morrer e a criança também.
Thadeu Merli não ouviu direito essa arenga. Acercou-se da mulher, examinou-a.
Realmente a criança não estava em posição de parto. Ele olhou para aquela mulher muito pálida, suarente, com colapso periférico.
Aplicou-lhe uma injeção para provocar a reação orgânica para as contrações. Não tinha outra alternativa, senão aguardar.
A chuva havia parado e aparecia longe um crepúsculo de fogo.

As nobres palmeiras de Los Angeles. A cidade monumental, e, a certa distância da montanha, a legenda "Hollywood", o mundo de sonhos e fantasias.
Ali era a realidade!
Ele aproximou-se da janela e contemplou Los Angeles iluminada. Era um céu de estrelas elétricas. Então, ele se lembrou de Deus.
Fazia tempo que ele estava de mal com Deus. Desde quando ele se adentrara pela universidade, que se divorciara de Deus.
Mas agora que ele se encontrava ali, olhando aquela mulher que estava morrendo e a criança que ia morrer fatalmente, ele resolveu conversar com Deus, e disse-lhe:
- Se vc quiser os dois serão salvos. É opção Sua! Eu aqui estou, utilize-se de mim.
Uma emoção imrrompeu-lhe e ele começou a balbuciar o "Pai Nosso".
Quando estava naquela frase "perdoa as nossas dívidas", a mulher gemeu. Ele voltou-se. A mulher estava com as marca do parto.
Ele acercou-se e, é claro, daí a algum minuto a criança nascia.
Ele estava emocionado. Foi Deus que o atendeu ou foi a injeção que ele aplicou¿ Talvez as duas coisas. Elas conjugam-se.
Então ele pegou a criança, limpou-a, seccionou o cordãoumbilical, colocou ao lado da mãe, sobre jornais.
Ia ser um miserável a mais. Tirou da caderneta o lápis e começou a anotar o que seria o prontuário quando chegasse ao hospital de clínicas.
Calculou o peso da criança, anotou a hora, a data e, quando ele foi medir, deteve-se porque a criança trazia uma problemática congênita. O pé direito era voltado para trás.
Ele então blasfemeou:
- Tanto esforço para salvar um coxo! Será um desgraçado. Ao frequentar as escolas ou a escola, caso vá, ou no meio da rua experimentará o apróbio, a chacota das crianças. A criança tem instinto zombeteiro. Sempre coloca apelidos deformantes. Irão chamá-lo de "o coxo", " o rengo". Irão gargalhar e ele vai se tornar um bandido, porque vai querer desforçar-se, vai terminar cometendo um crime. Eu poderei salvá-lo aplicando a eutanásia. A mulher será testemunha- ela havia subido ao seu piso para atender à família imensa. Eu vou lhe aplicar uma injeção e direi que morreu em consequencia do parto.
A criança estava adormecida e a mãe também.
Thadeu Merlin preparou uma substância letal. Segurou o braço magro da criança e disse:
- Sou agora um deus. Tenho o direito de vida ou de morte.
E quando ia aplicar, a consciência, que parecia anestesiada, despertou e gritou-lhe:
- Que tens tu com isso¿ Se ele vai ser rengo, problema dele. Se vão chamar de coxo, problema dele. A tua tarefa está cumprida, sai daqui.
Era a velha consciência!
Ele olhou para ver se era alguém que lhe falava sobre isso. Atirou fora a substância, fechou a mala, desceu a escadaria, voltou ao hospital, doutorou-se, foi morar no centro-oeste, especializou-se em pediatria, casou-se, amealhou uma boa fortuna, teve uma filha.
A filha de Thadeu merlin eram os olhos da família. Podia-se dizer que ele e a esposa viviam em função da filha idolatrada, que cresceu, foi estudar medicina, casou-se com um médico e tornou-se mãe.
A verdadeira felicidade não é ser pai, é ser avô. Há até um ditado que diz: "Avô é um jumento que o filho adestra para o neto montar. "
Assim era Thadeu Merlin. A grande verdade é que aquele homem rígido, severo, agora era um avô meigo. Era ainda um homem de cinquenta e poucos anos, mas era gentil.
Sempre diziam: "Os pais de hoje não sabem educar. Porque a função do avô é deseducar o neto que o filho pretende educar. "
Fazia todas as vontades à menina, que era um sonho de criança. Era loura, de olhos azuis, gentil e amorosa. O casal Thadeu e Senhora Merlin eram os dois apaixonados pela netinha.
Quando Barbára, a netinha, completou quatro anos, a família estava morando em Los Angeles porque os pais foram concluir o doutorado. Dr. Thadeu e SR. Merlin não podiam viver sem Barbára. A vida não tinha mais sentido. Já tinham uma certa fortuna. Mandaram construir duas mansões e foram residir próximos para poderem vigiar a educação da criança. Era essa a confiança.
Numa nova tempestade de verão, pela madrugada o telefone soou na casa do DR. Merlin. Ele atendeu automaticamente, hábito de médico, e uma voz, com tom quase saturno, perguntou se era realmente a residência do Dr. Merlin. Ele anuiu. E a voz dizia:
-



terça-feira, 6 de setembro de 2011

Carta

Esta carta foi escrita por um paciente que fez cirurgia cardiaca no Hospital Geral.
O nosso maior presente é ver que o trabalho valeu!!!!

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Livro


Acredite: Saúde não se compra na farmácia! Isso mesmo! Descubra neste

livro surpreendente as causas espirituais das doenças, a influência do

passado nas enfermidades, a origem psicossomática das moléstias e ainda

os pequenos descuidos que geram grandes problemas de saúde-

explicações e sugestões práticas para prevenir o sofrimento e garantir

uma vida verdadeiramente saudável!

E mais: conheça os efeitos negativos dos desejos e frustrações, da busca

da felicidade em outras pessoas, das fixações mentais, da alimentação

compulsiva, da vida sedentária e outros fatores causadores de doenças e

perturbações. Experimente médico de família, sempre sugerindo

soluções, Américo Canhoto aponta na direção da saúde do corpo e da

alma. Leitura fácil, derruba mitos e preconceitos, um guia excelente para

quem deseja viver mais e melhor.



a página do livro que eu mais gostei foi

pág 213

...Não desejemos felicidade individual plena sem felicidade coletiva. Não queiramos resolver problemas dos outros, enquanto não soubermos resolver os nossos, capacitemo-nos primeiro. Sofrer pelos outros é indicativo de desequilíbrio emocional, não de bondade ou amor. Ajudemos, amparemos, cooperemos, perdoemos sem cessar, pois quando temos a atenção dirigida ao próximo deixamos de supervisionar nossos problemas e dificuldades. Não vejamos os outros como causadores da nossa felicidade ou infelicidade. Ajudar não é intervir; não queiramos dirigir a vida de ninguém, pois isso é assinar recibo em branco, cuja cobrança virá mais dia, menos dia. Sejamos " Mansos comos os pombos, mas prudente como as serpente" (Mateus, 10::16). Não confiemos nossas vidas às diretrizes de outrem. Analisemos as informações. Aquele que se deixa enganar é tão culpado quanto o que engana e ilude, beneficiando-se. Valorizemos as qualidades das pessoas com as quais convivemos. Não lhes ressaltemos os defeitos, pois servirão de ferramenta aguçada para corrigir os nossos. Milhares de palavras não valem uma atitude, não percamos tempo tentando transformar as pessoas mediante simples discurso, pois as atitudes devem preceder as palavras. A frustração dessa forma de relação que tenta se intrometer no livre-arbítrio e aprendizado do outro causa inúmeras somatizações, especialmente no meio familiar. ....










O Pulso



O pulso ainda pulsa

O pulso ainda pulsa...

Peste bubônica


Câncer, pneumonia

Raiva, rubéola

Tuberculose e anemia

Rancor, cisticircose

Caxumba, difteria

Encefalite, faringite

Gripe e leucemia...

E o pulso ainda pulsa

E o pulso ainda pulsa


Hepatite, escarlatina

Estupidez, paralisia

Toxoplasmose, sarampo

Esquizofrenia

Úlcera, trombose

Coqueluche, hipocondria

Sífilis, ciúmes

Asma, cleptomania...


E o corpo ainda é pouco

E o corpo ainda é pouco

Assim...


Reumatismo, raquitismo

Cistite, disritmia

Hérnia, pediculose

Tétano, hipocrisia

Brucelose, febre tifóide

Arteriosclerose, miopia

Catapora, culpa, cárie

Câimba, lepra, afasia...


O pulso ainda pulsa

E o corpo ainda é pouco

Ainda pulsa

Ainda é pouco


Pulso

Pulso

Pulso

Pulso

Assim...



domingo, 17 de julho de 2011

O Girassol


IRA

Eu tento me erguer
Às próprias custas
E caio sempre nos seus braços
Um pobre diabo é o que sou

Um girassol sem sol
Um navio sem direção
Apenas a lembrança
Do seu sermão

Você é meu sol
Um metro e sessenta e cinco de sol
E quase o ano inteiro
Os dias foram noites
Noites para mim

Meu sorriso se foi
Minha canção também
Eu jurei por Deus
Não morrer por amor
E continuar a viver

Como eu sou um girassol
Você é meu sol

Eu tento me erguer
Às próprias custas
E caio sempre nos seus braços
Um pobre diabo é o que sou

Um girassol sem sol
Um navio sem direção
Apenas a lembrança
Do seu sermão

Morro de amor e vivo por aí
Nenhum santo tem pena de mim
Sou agora um frágil cristal
Um pobre diabo
Que não sabe esquecer

Que não sabe esquecer



Helianthus annus – A FLOR DO SOL – GIRASSOL


Seu nome científico é Helianthus annus – o que explica sua imponência e porte majestoso: a palavra Helianthus significa "flor do sol". Além de bonita, a planta é utilíssima, pois do girassol tudo é aproveitado – desde as sementes, até as flores e os ramos. Seu formato exótico e o tom amarelo-alaranjado intenso acrescentam vida e dinamismo aos ambientes. No jardim, os girassóis brilham majestosamente, exibindo sua intrigante rotação, sempre voltada para o sol.

MENSAGEM

Nossos olhos são seletivos, nós "focalizamos" o que queremos ver e deixamos de ver o restante.

Escolha focalizar o lado melhor, mais bonito, mais vibrante das coisas, assim como um girassol escolhe sempre estar virado para o sol!

Você já reparou como é fácil ficar desanimado?
"Estou desanimado porque está chovendo, porque tenho uma conta para pagar, porque não tenho exatamente o dinheiro ou aparência que eu gostaria de ter, porque ainda não fui valorizado, porque ainda não encontrei o amor da minha vida, porque a pessoa que quero não me quer,porque… porque…"

É claro que tem hora que a gente não está bem. Mas a nossa atitude deveria ser a de
uma antena que tenta, ao máximo possível, pegar o lado bom da vida. Na natureza, nós temos vários exemplos bonitos…
O girassol se volta para onde o sol estiver. Mesmo que o sol esteja escondido atrás de uma nuvem. Nós temos de ser assim, aprender a realçar o que de bom recebemos.
Aprender a ampliar pequenos gestos positivos e transformá-los em grandes acontecimentos.

Temos de treinar para sermos girassol, que busca o sol, a vitalidade, a força, a beleza.
Por que só nos preparamos para as viagens, e não para a vida, que é uma viagem?
Apreciar o amor profundo que alguém em um determinado momento dirige a você.
Apreciar um sorriso luminoso de alegria de alguém que você gosta.
Apreciar uma palavra amiga, que vem soar reconfortante, reanimadora.
Apreciar a festividade, a alegria, a risada.
E quando estivéssemos voltando a ficar mal humorados, tristonhos, desanimados, revoltados, que pudéssemos nos lembrar de novo de sermos girassóis.
Selecione o melhor deste mundo, valorize tudo o que de bonito e bom que haja nele e retenha isto dentro de você. É este o segredo de quem consegue manter e testemunhar um alto grau de vitalidade espiritual.

Faça como o girassol!

A PALAVRA DO SENHOR JESUS: LUCAS 10,42

"Maria escolheu a melhor parte, que não lhe será tirada." Lc 10, 42

Marta, Marta, andas inquieta e perturbada com muitas coisas; mas uma só é necessária. Maria escolheu a melhor parte, que não lhe será tirada.»

Quantas vezes, no nosso dia-a-dia, somos como Marta? Atarefados, inquietos e perturbados com muitas coisas! Até nos serviços que exercemos na Igreja, somos assim, inquietos e perturbados, preocupados em que tudo sai perfeito .

Fazendo demasiadas coisas ao mesmo tempo como se fossemos os únicos capazes. Não seria melhor, como Maria, sentarmo-nos aos pés de Jesus para escutar a Sua Palavra? Todo o serviço deve partir da Palavra.

Não interessa fazer muitas coisas, exercer muitos serviços brilhantemente, se não conseguirmos enraizar a nossa vida na Palavra!

Canto e versos de criança…

O GIRASSOL – Vinícius de Moraes

Sempre que o sol Pinta de anil

Todo o céu

O girassol

Fica um gentil Carrossel

Roda, roda, roda Carrossel

Roda, roda, roda

Rodador

Vai rodando, dando mel

Vai rodando, dando flor

Sempre que o sol Pinta de anil

Todo o céu

O girassol

Fica um gentilCarrossel

Roda, roda, rodaCarrossel

Gira, gira, gira Girassol

Redondinho como o céu

Marelinho como o sol

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Luto


Domingo passado perdi um Tio muito querido, Infarto agudo do miocárdio. Ele era jovem de apenas 47 anos. Este fato me fez pensar...
...não entendo a morte.
O que a pessoa sente quando morre? O corpo está ali; e a alma?
apenas deixa de existir?
e quando colocam a pessoa dentro do túmulo? a pessoa fica no túmulo?
sente falta de ar? vê a gente chorando por ela?
Eu tenho medo de morrer.

Sou católica, porém acredito no espiritismo. Mas quando morre uma pessoa que gosto esqueço de tudo que aprendi, e não consigo entender...
Por que?
Salvamos pessoas todos os dias na UTI, se eu estivesse lá na hora do acontecido poderia ter salvado ele? Ou era "a hora"?
Tio Cocô vá em paz.

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Amor Além da Vida



Este é o meu filme predileto, vale a pena olhar. Não consigo resistir, choro todas as vezes que assisto!

domingo, 26 de junho de 2011

Livro



...Entre os que têm síndrome do Pânico, tenho encontrado um desejo invejável de viver. Quando um ataque de pânico os atinge, o cérebro deles entra em estado de alerta tentando protegê-los de uma grave situação de risco, um risco virtual. Ficam taquicárdicos, ofegantes e suam muito, procurando fugir da síncope ou da morte, uma morte imaginária que só existe no teatro das suas mentes. Se aprendessem a resgatar a liderança do seu eu em suas crises seriam livres do cárcere do medo. Quem dera os usuários de drogas, os que vivem perigosamente, os terroristas, os que promovem guerras tivessem a consciência da finitude da vida e da grandeza da existência que os portadores da síndrome do pânico possuem. Apesar do sofrimento imposto pelo pânico, são apaixonados pela vida. Queria amar a vida como eles amam, viver cada minuto como se fosse um momento eterno....

segunda-feira, 13 de junho de 2011


Depressão

13 Dicas para minimizar o seu estado de depressão

Se está deprimido, provavelmente deve sentir-se apático e sem solução. Deixamos aqui algumas dicas que podem amenizar os seus sintomas. Não obstante, tenha sempre em mente que é importante procurar tratamento profissional.


1) Deixe o seu animal de estimação ser o seu companheiro

Por vezes, a sua “mascote” pode ser um grande amigo e isso serve como uma boa terapia. Quando brinca com o seu animal de estimação, você afasta os problemas da sua mente.

2) Coma de forma inteligente

Existe uma ligação entre a mente e o corpo. Uma dieta saudável não fornece apenas o “combustível” que o seu corpo necessita, mas também o ajudará a ficar melhor. Tenha atenção às calorias, que é o mesmo que dizer: cuidado com as gorduras e o açucar. A sua dieta deve incluir muita fruta e vegetais.

3) Escolha alimentos que favorecem o seu humor

Alguns estudos sugerem que os ácidos gordos ómega-3 e a vitamina B12 podem ajudar a minimizar o estado de depressão [*1], [*2]. Por essa razão, alimentos como salmão, atum e cavala podem ser uma boa aposta, já que são ricos em ómega-3. Para consumir vitamina B12 consuma leite, ovos ou carne. Os vegetarianos podem consumir esta vitamina através de suplementos.

4) Experimente alimentos ricos em hidratos de carbono e pobres em gordura

Alimentos com hidratos de carbono contêm triptofano, um aminoácido que estimula a produção de serotonina, um neurotransmissor que promove a sensação de bem-estar. Alimentos com hidratos de carbono e pobres em gordura, como batatas cozidas ou massa sem carne, podem ajudar a levantar a sua moral.


5) Beba menos cafeína

A ansiedade é um sintoma normal da depressão. Cafeína a mais pode deixá-lo nervoso, agitado ou ansioso. No entanto, um corte abrupto pode deixá-lo miserável e ter um efeito contraproducente. Cortar gradualmente com a cafeína que consome pode ajudá-lo a melhorar o seu humor e até a dormir melhor.

6) Faça exercício

A actividade física faz com que a mente deixe de se preocupar com os problemas que lhe causam stress, concentrando-se, antes, na actividade que está a desempenhar. Está cientificamente comprovado que o exercício físico aumenta os níveis de beta-endorfina (hormona segregada pelo sistema nervoso central) e serotonina (neurotransmissor cerebral). Ambas desempenham um papel importante na prevenção de depressão e ansiedade

7) Exercite-se com outras pessoas

Juntar-se a outras pessoas irá fazer com que reduza o sentimento de solidão e letargia. Faça exercício com aquele seu amigo que até já costuma treinar regularmente. Ele vai ajudá-lo a manter-se animado.

8 ) Apanhe luz do sol

Sente-se mais deprimido nos meses escuros e frios? Isso pode significar que você sofre de desordem afectiva sazonal (SAD). A SAD é mais frequente nos meses frios, uma vez que a incidência da luz do sol é menor. Esta desordem é normalmente tratada através da exposição a uma luz artificial. Fale com o seu médico a respeito desta terapia.

9) Explore a sua criatividade

Pintar, tirar fotografias, tocar um instrumento, escrever num diário ou num blogue,… tudo isto são formas de explorar os sentimentos e expressar o que vai na sua mente. Ser criativo pode ajudá-lo a sentir-se melhor. Faça alguma coisa que lhe dê prazer.


10) Envolva-se activamente

Envolver-se em actividades de grupo pode ajudá-lo a melhorar o seu estado de espírito. As opções são muitas: junte-se a um programa de caridade, grupo de discussão, etc. Conhecer novas pessoas só lhe fará bem.

11) Procure sempre o apoio da sua família e amigos

As pessoas que gostam de si certamente a querem ajudar. Se você as afastar, elas não o poderão fazer. Saia regularmente com um amigo. Abra-se com ele. Você vai descobrir que falar sobre o seu estado de espírito vai ajudá-lo a sentir-se melhor.

12) Durma bem

Algumas pessoas com depressão não têm um sono correcto: ou dormem demasiado ou dormem pouco. Mantenha os seus hábitos de sono regulares. Faça por deitar-se e levantar-se sempre à mesma hora. Se for necessário, recorra a técnicas de relaxamento para o ajudarem a adormecer.

13) Evite o álcool e as drogas

Se está deprimido, a pior coisa que pode fazer é aumentar o consumo de álcool ou passar a consumir drogas. Estes produtos podem interferir com a sua medicação, caso esteja a tomar alguma. Se tiver um problema com o álcool ou drogas, peça ajuda profissional. As suas chances de recuperar vão aumentar.

CONCLUSÃO

Estas dicas podem ajudá-lo a sentir-se melhor e a ter um pensamento positivo. No entanto, elas não são suficientes para tratar a sua condição. Tenha em mente que elas não vão substituir nenhum tratamento médico. Elas são para serem praticadas em conjunto com o tratamento. Não são um substituto, mas sim um complemento.

A depressão é um problema sério e pode conduzir ao suicídio. Se alguma vez uma ideia destas lhe passar pela cabeça, procure ajuda imediatamente. Além disso, nunca pare ou modifique o seu tratamento sem dar consentimento disso ao seu médico.

sábado, 11 de junho de 2011

UTI


Uma das coisas que descobri trabalhando na UTI é que a vida é apenas um detalhe...
Você está vivo por um detalhe...
um dia vc está bem e no outro...
caputz...
está na UTI...
foi atravessar a rua e veio um carro e caputz.
pode acontecer com qualquer um, comigo ou com vc.
Aproveite cada dia como se fosse o último...
a vida é um detalhe...
um breve detalhe...
seus problemas não são tão graaaaandes assim...
vc tem saúde?
se a resposta for sim, entào vc pode ser feliz...
aproveite. tudo tem solução, só a morte que não.
Aproveita agora.
Amanhã pode ser tarde...
Amanhã pode ser impossível...
A UTI é a porta do Céu. ou do inferno...hehehh


Que a felicidade não dependa do tempo,
nem da paisagem, nem da sorte, nem do dinheiro.
Que ela possa vir com toda simplicidade,
de dentro para fora,
de cada um para todos.
Que as pessoas saibam falar, calar, e acima de tudo ouvir.
Que tenham amor ou então sintam falta de não tê-lo.
Que tenham ideal e medo de perdê-lo.
Que amem ao próximo e respeitem sua dor,
para que tenhamos certeza de que
VIVER VALE A PENA !!!

sábado, 28 de maio de 2011

Rosa



sexta-feira, 27 de maio de 2011

Uma escolha...

Ultima chance, tenho que emagrecer... cada dia acordo mais gorda.. assim não dá....assim não dá pra querer. putz grila!

Ando devagar...porque já tive pressa...


Ando devagar
Porque já tive pressa
E levo esse sorriso
Porque já chorei demais

Hoje me sinto mais forte,
Mais feliz, quem sabe
Só levo a certeza
De que muito pouco sei,
Ou nada sei

Conhecer as manhas
E as manhãs
O sabor das massas
E das maçãs

É preciso amor
Pra poder pulsar
É preciso paz pra poder sorrir
É preciso a chuva para florir

Penso que cumprir a vida
Seja simplesmente
Compreender a marcha
E ir tocando em frente

Como um velho boiadeiro
Levando a boiada
Eu vou tocando os dias
Pela longa estrada, eu vou
Estrada eu sou

Conhecer as manhas
E as manhãs
O sabor das massas
E das maçãs

É preciso amor
Pra poder pulsar
É preciso paz pra poder sorrir
É preciso a chuva para florir

Todo mundo ama um dia,
Todo mundo chora
Um dia a gente chega
E no outro vai embora

Cada um de nós compõe a sua historia
Cada ser em si
Carrega o dom de ser capaz
E ser feliz

Conhecer as manhas
E as manhãs
O sabor das massas
E das maçãs

É preciso amor
Pra poder pulsar
É preciso paz pra poder sorrir
É preciso a chuva para florir

Ando devagar
Porque já tive pressa
E levo esse sorriso
Porque já chorei demais

Cada um de nós compõe a sua historia
Cada ser em si
Carrega o dom de ser capaz
E ser feliz






As andorinhas voltaram...


As andorinhas voltaram

E eu também voltei

Pousar, no velho ninho


Que um dia aqui deixei

Nós somos andorinhas

Que vão e quem vem


Á procura de amor,


Ás vezes volta cansada,

Ferida machucada

Mas volta pra casa

Batendo suas asas

Com grande dor


Igual a andorinha

Eu parti sonhando

Mas foi tudo em vão


Voltei sem felicidade

Porque, na verdade


Uma andorinha,


Voando sozinha

Não faz verão

Flores...

Titãs

Olhei até ficar cansado

De ver os meus olhos no espelho

Chorei por ter despedaçado

As flores que estão no canteiro

Os punhos e os pulsos cortados

E o resto do meu corpo inteiro

Há flores cobrindo o telhado

E embaixo do meu travesseiro

Há flores por todos os lados

Há flores em tudo que eu vejo

A dor vai curar essas lástimas

O soro tem gosto de lágrimas

As flores têm cheiro de morte


A dor vai fechar esses cortes

Flores

Flores

As flores de plástico não morrem

Olhei até ficar cansado

De ver os meus olhos no espelho

Chorei por ter despedaçado

As flores que estão no canteiro

Os punhos e os pulsos cortados

E o resto do meu corpo inteiro

Há flores cobrindo o telhado

E embaixo do meu travesseiro

Há flores por todos os lados

Há flores em tudo que eu vejo

A dor vai curar essas lástimas

O soro tem gosto de lágrimas

As flores têm cheiro de morte

A dor vai fechar esses cortes
Flores

Flores

As flores de plástico não morrem

Flores

Flores

As flores de plástico não morrem

domingo, 15 de maio de 2011

A Calça de borboletas


Motivo número "1" para emagrecer:

Entrar na calça de borboletas

Quando comprei está calça ela entrou, porém não ficou legal, ficou bem apertadinha. Fiquei com ela assim mesmo, se emagrecer um kilinho vai ficar bem. . .
...Engordei 7 kilos e nunca foi possível usá-la.... Agora é uma questão de honra!!!

Primeiro dia com 70 kg.

Motivos para emagrecer!


Meu cartão de enfrentamento

Rumo aos 58 Kg


1. Entrar na calça de borboleta

2. ter uma aparência melhor (ficar bem na foto)

3. ficarei mais feliz quando me olhar no espelho

4. serei mais saudavel

5. terei mais energia

6. gostarei mais de mim

7. Serei mais auto confiante

8. aumentarei minha auto-estima

9.ficarei bem de biquini

10. ficarei mais feliz quando me olhar no espelho.

11. Meu marido e meu filho vão se orgulhar de mim

12. minha coluna vai agradecer

13. Irei me sentir melhor comigo mesma.

sexta-feira, 25 de março de 2011

Origem da Doença...


O resfriado escorre quando o corpo não chora.
A dor de garganta entope quando não é possível comunicar as aflições.
O estômago arde quando as raivas não conseguem sair.
O diabetes invade quando a solidão dói.
O corpo engorda quando a insatisfação aperta.
A dor de cabeça deprime quando as duvidas aumentam.
O coração desiste quando o sentido da vida parece terminar.
A alergia aparece quando o perfeccionismo fica intolerável.
As unhas quebram quando as defesas ficam ameaçadas.
O peito aperta quando o orgulho escraviza
O coração enfarta quando chega a ingratidão.
A pressão sobe quando o medo aprisiona.
As neuroses paralisam quando a"criança interna" tiraniza.
A febre esquenta quando as defesas detonam as fronteiras da imunidade.
Preste atenção!
O plantio é livre, a colheita, obrigatória ... Preste atenção no que você
esta plantando, pois será a mesma coisa que irá colher!!

Assim sendo, desejo que você se cuide, porque sua
saúde e sua vida dependem de suas escolhas!!!

Ocorreu um erro neste gadget