quarta-feira, 5 de setembro de 2012

O homem, seu filho e o burro

O homem, seu filho e o burro

Um homem ia com o filho levar um burro para vender no mercado.

    – O que você tem na cabeça para levar um burro estrada afora sem nada no lombo enquanto você se cansa? – disse um homem que passou por eles.

Ouvindo aquilo, o homem montou o filho no burro, e os três continuaram seu caminho

    – Ô rapazinho preguiçoso, que vergonha deixar o seu pobre pai, um velho andar a pé enquanto vai montado! – disse outro homem com quem cruzaram.

O homem tirou o filho de cima do burro e montou ele mesmo. Passaram duas mulheres e uma disse para a outra:

    – Olhe só que sujeito egoísta! Vai no burro e o filhinho a pé, coitado...

Ouvindo aquilo, o homem fez o menino montar no burro na frente dele. O primeiro viajante que apareceu na estrada perguntou ao homem:

– Esse burro é seu?

O homem disse que sim. O outro continuou:

    – Pois não parece, pelo jeito como o senhor trata o bicho. Ora, o senhor é que devia carregar o burro em lugar de fazer com que ele carregasse duas pessoas.

Na mesma hora o homem amarrou as pernas do burro num pau, e lá se foram pai e filho aos tropeções carregando o animal para o mercado. Quando chegaram, todo mundo riu tanto que o homem, enfurecido, jogou o burro no rio, pegou o filho pelo braço e voltou para casa.

Moral: Quem quer agradar todo mundo no fim não agrada ninguém.

Do livro: Fábulas de Esopo - Companhia das Letrinhas

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Máscaras



Baú de Máscaras

Num armário, sujo, antigo,
Eu guardo um baú de disfarces
E uma máscara de sorrisos,
Que já fere a minha face.

Fere o sonho, fere a crença;
Fere o riso que se cala
E a esperança de que o espelho me convença;
Se eu usá-la.

Mas meu olhar descoberto,
Por duas únicas frestas,
Ainda procura disperso,
Contemplando o que lhe resta.

Derrama uma lágrima azul,
Que racha o espelho em desgosto...
Em que lugar do baú,
Eu deixei meu próprio rosto?

(Beatriz Drummond)

Quase todos nós nos deparamos com situações onde temos que colocar uma máscara que não corresponde ao estado verdadeiro de nossa alma. Há pessoas que são mais propensas a isso do que outras, por temperamento, educação, imposição social, familiar ou quando as circunstâncias as obrigam a isso.

Existem outras que possuem um perfil que tendem a esse tipo de comportamento, carregam sentimentos, angústias e dores não expressas, escondidas por detrás de uma máscara de satisfação e alegria extremamente difíceis de carregar. E pior, ninguém percebe e elas aguentam quase tudo caladas. Esse comportamento antinatural favorece o aparecimento de fobias, como a síndrome de pânico e a fobia social. O fato de não assumir os sentimentos e o eu verdadeiro, gera conflitos internos que precisam ser tratados para não se tornarem doenças cristalizadas no corpo. Geralmente quem tem tendência a esse tipo de comportamento é sensível e teme não ser aceito se demonstrar suas fragilidades. Com isso procura criar uma imagem agradável àqueles que estão a sua volta. Não assume seus temores, suas dores, suas fraquezas mesmo que momentâneas, alimentando fantasmas interiores.

Perceba se você tem feito isso com você mesmo e se dê o alívio de arrancar essa sofrida máscara de sorriso falso pintado. Não permita que o costume de ter que parecer bem se instale, ninguém precisa fingir que está bem quando não está! Tenha respeito por você e seus sentimentos, conte com quem estiver ao seu lado amorosamente para te apoiar neste momento, mas antes de qualquer coisa conte com seu amor próprio, ele é quem irá te sustentar sempre. É importante que as feridas sejam trazidas à superfície da consciência para serem devidamente tratadas. Não adianta fingir que não há sujeira de baixo desse tapete, vamos fazer a faxina que precisa ser feita! Arregace as mangas e comece agora mesmo, certo? Muito bem!

Os florais ajudam muito nestes casos e as essências AGRIMONY (Bach), VITÓRIA e ALGODÃO (Saint Germain) juntas farão um trabalho maravilhoso !

Quando as dores e sentimentos adversos forem assumidos, entendidos e superados, o ser volta a brilhar como deve ser, a autenticidade e o otimismo serão suas marcas registradas. É necessário que tudo aquilo que foi negado seja aceito, sem medo de enxergar a verdade no espelho, pois tudo pode ser compreendido e melhorado.

Assim feito, com o “templo limpo”, as energias positivas terão espaço para promover as transformações na sua vida, propiciando aquilo que você está destinado a ter e a viver.

Seja feliz sempre!!!

quarta-feira, 27 de junho de 2012

SE QUER SABER SE É UM INDIGO ANALISE AS AFIRMAÇÕES QUE SE SEGUEM;

Diferenças biológicas , psicológicas e comportamentais dos ÍNDIGOS

Por definição um Índigo demonstra uma série de atributos psicológicos novos e pouco habituais , com padrões de comportamento diferentes do que estamos habituados a ver em outras pessoas , no entanto, não é a primeira vez que o planeta assiste à chegada de consciências que trazem características diferentes da habitual e que agitam as culturas estabelecidas. Poderíamos enumerar uma quantidade delas que , desde muito tempo , vêm surgindo aqui e ali para nos abrir um pouco a porta do conhecimento. Na maior parte das vezes, foram perseguidos e mal-interpretados na época em que viviam ; isso acontece comigo sempre , desde pequeno , tido como “louco” até pela minha própria mãe , tido como louco por pessoas que não fazem a menor idéia nem do porquê estão vivas , que ainda não despertaram…

Lembro-me uma vez de quando pequeno (11 para os 12 anos) eu e meu primo vimos um suposto OVNI aqui em Brasília … saí correndo pra casa e contei pra minha mãe , ela riu …riu … riu e ainda me perguntou o que eu tinha usado ¬¬ Mal ela sabe o que está por vir . Na maior parte das vezes , fomos perseguidos e mal-interpretados na época em que viemos encarnar na Terra e alguns chegaram até a serem mortos . Tudo isto porque apresentavam comportamentos diferentes e formas de pensar diferentes e que punham em risco as instituições e organizações que manipulam a forma de viver na Terra , alienando as pessoas para que se esqueçam do ser verdadeiro eu (Organizações políticas e religiosas vigentes) , robotizando as pessoas .

Temos por exemplo: Pitágoras , Sócrates, Platão, Aristóteles, Jesus, Leonardo da Vinci, Gandhi , Einstem e muitos outros … Eles surgiram para que a mudança fosse algo possível de acontecer e com a sua coragem e determinação , abriram caminhos novos e diferentes. Graças a eles , a humanidade foi dando os seus passos no sentido de romper com velhas tradições de pensamento e culturas. Contudo , a partir de 1935 , o historiador Arnold Toynbee fala da existência de uma minoria de seres humanos que , “se voltando para o mundo da psique e do espírito” seriam os fundadores de uma nova civilização, nós somos os indivíduos empenhados em elevar a sociedade a novo estágio ou ciclo de vida. Eles viriam para dar um salto qualitativo irreversível para a história da humanidade, pessoas “transecendentalistas” e vanguardas da raça que se tornariam um “rede-eu-psíquica” . As novas gerações começaram , assim a rejeitar as anteriores , criando novas formas de olhar este planeta e se viver nele. A partir da tão falada “chegada do homem na lua” , as pessoas mudaram a idéia de espaço e tempo que , até aí, limitava muito o pensamento humano, começou a revelar novas dimensões . É essencial entendermos a noção de tempo cíclico já que é parte integrante do novo paradigma e prepara-nos para um outro mundo , um universo mais sereno mais pacícico, mais harmônico , cujos horizontes são infinamentes mais amplos e inspiradores. Para entrermos nesta NOVA ERA DE LUZ , temos de nos libertar do paradigma do tempo mecânico do calendário gregoriano , no qual tempo é dinheiro , voltando ao tempo natural em que é arte.

Diferenças biológicas
A geração do milênio anterior é a chamada geração racional, lógica, porque utilizava predominantemente o hemisfério esquerdo do cérebro, cujas características são: a predominância do mundo físico, dos cinco sentidos, dominante, objetivo, material, verbal, racional, analítico, crítico, linear, sintético, lógico, dedutivo, detalhista, mecânico, direto, reflexivo, convergente, matemático, exato, trabalhador, repetitivo, memória, linguagem, masculino, adulto … entre outras. As características atribuídas ao hemisfério cerebral direito são as do mundo não-físico: sentidos psíquicos, subjetivo, espiritual, silencioso, musical, emocional, global, integrador, artístico, espacial, analógico, intuitivo, amplo, criativo, indireto, sonhador, divergente, simultâneo, geométrico, inovador, espacial, essência, cores, aventura, meditação, aberto, místico, feminino, criança … entre outras.
Pelo fato de as crianças índigo possuírem uma estrutura cerebral capaz de utilizar simultaneamente as potencialidades dos hemisférios direito e esquerdo, elas conseguem ir muito mais além do plano racional e intelectual, desenvolvendo capacidades espaciais, intuitivas, criativas e espirituais. Por isso elas necessitam também de um ambiente propício para poder desenvolver todas as suas potencialidades, ajudando-nos, em um futuro próximo, a mudar muita coisa que precisa ser mudada no mundo em que vivemos, notadamente a diminuir a distância existente entre o pensar e o agir.

É neste novo contexto e para nos prepararmos para as mudanças desse novo universo que vieram os Índigos, eles trazem a idéia de cura para o planeta.

Quando se fala de índigos, podemos falar tanto de crianças, adolescentes ou adultos. São almas antigas,que há muito já existe nesse mundo ou em civilizações mais avançadas, e que alcançou este estágio representado pela cor índigo. Questionadores, guerreiros e detonadores de sistemas natos, desde criança apresentam características que desafiam os padrões de comportamentos, religiões, e regras impostas pela sociedade. O tema Crianças e adultos índigos e também o processo de transição em que nosso amado planeta Terra se encontra, vem sendo tratado com muita dose de empirismo, esoterismo e misticismo. Não excluo esses tratamentos porque a intenção de levar adiante informações tão preciosas e importantes neste processo de Transição Planetária, onde as crianças índigos em especial fazem toda a diferença. Se houver desde já linguagens específicas, por si só já criam separatismos. O desejo é fazer-se entender de forma ampla e multilateral. O Nosso planeta passa por um processo de transição de forma acelarada. Haverá expressiva melhoria moral e espiritual da humandidade, como tantas escrituras, livros religiosos e proféticos proclama desde tempos remotos. As crianças ìndigo, assim como os adolescente e já alguns adultos índigos ajudarão decisivamente neste processo de transição de nosso planeta.

Os Adultos Índigos e Cristais são compostos de dois grupos. Em primeiro, existe aqueles que nasceram como Índigos e que estão agora a fazer a transição para Cristais. Isto quer dizer que eles passarão por uma transformação espiritual e física que acorda a sua consciência “Cristica” ou “Cristal” e que os liga às Crianças Cristais como parte da onda evolucionária de mudança. O segundo grupo são aqueles que nasceram sem estas qualidades, mas que as adquiriram trabalhando arduamente e seguindo diligentemente um caminho espiritual. Sim, isto quer dizer que todos nós temos o potencial de ser parte deste “grupo” emergente de “anjos humanos.


Se quer saber se é um índigo adulto analise as afirmações que se seguem:

São muito criativos ainda que na escola não tenham tirado as melhores notas.
Têm algumas características que fazem parte de crianças índigo.
Apresentam alguns problemas de concentração e atenção (Sintomas de Desordem de falta de Atenção. Podem apresentar problemas para se concentrarem nas suas tarefas. Podem saltar de tema nas conversas (palestras, dissertações, etc.)
Têm uma verdadeira empatia por algumas pessoas e sentem-se bem com pessoas que tenham a sua vibração, mas têm, também, uma profunda intolerância pela estupidez.
São muito intuitivos, muito criativos e desfrutam fazendo coisas, mesmo que espalhem tudo à sua volta como um caos, sentem-se bem assim…mesmo que os outros reclamem da desordem.
É difícil para eles fazerem um trabalho repetitivo e obrigatório e sobretudo na escola recusavam-se a fazê-lo.
Vivem em constante mudança e têm, ainda hoje, problemas com a autoridade. Rejeitam, muitas vezes, a autoridade do professor ou mesmo dos pais quando procuravam impô-la. Questionaram-na e continuam questionando a autoridade.
Aprendem rapidamente e quando acham que já sabem o suficiente aborrecem-se e desinteressam-se pelos assuntos?
Se uma coisa ou um tema lhes interessa põem aí toda a sua atenção e não se importam de estar horas a fazer o mesmo.
Na escola parecia que tinham “picos” e não paravam quietos, quando a matéria não lhes interessava, não lhe servia para nada ou achavam que já sabiam o suficiente sobre o assunto.
Por vezes mostra ser extremamente sensíveis, ou emocionalmente instáveis, chorando ao mínimo motivo (sem protecção). Ou podem mostrar uma certa falta de emoção (protecção completa).
Por vezes revoltam-se com certas coisas ou pessoas, parecendo que têm problemas com a Ira.
Não compreendem e até se revoltam, ou irritam com os chamados sistemas ineficazes que consideram caducos: sistema político, educativo, médico, jurídico, etc.
Sentem uma verdadeira irritação e ira quando privam dos seus direitos e detestam que os observem ou controlem os teus passos, ficam irritados quando alguém está sempre a observá-los e a criticá-los.
Procuram o significado da vida e sentem uma vontade grande de mudar ou até melhorar o mundo aderindo, por vezes, à espiritualidade, a alguma religião ou a grupos ou livros de auto-ajuda.
Tiveram alguma experiência psíquica, premonições (ver anjos, seres extrafísicos, fantasmas…) experiências fora do corpo, ouvir ruídos ou vozes, etc.
É sensível à electricidade e por vezes os relógios não funcionam, as lâmpadas apagam-se quando passa por baixo deles, os aparelhos eléctricos funcionam mal ou queimam-se fusíveis ou rebentam lâmpadas…
Já, alguma vez, tiveram consciência da existência de outras dimensões, de extraterrestres ou da existência de outras realidades paralelas.
São muito expressivos sexualmente, mas também podem recusar a sexualidade por aborrecimento ou para conseguirem uma ligação espiritual mais elevada. Podem explorar tipos alternativos de sexualidade.
Tiveram poucos ou nenhum exemplo índigo para imitar.
Se conseguem encontrar o seu equilíbrio podem transformar-se em indivíduos muito realizados, fortes, sãos e felizes.

A freqüência índigo impulsiona e ativa o reencontro das naturezas humanas e divinas dentro de si. Elevando o físico, trazendo a consciência superior aos níveis mais baixos e com isto dando condições ao espírito de se expressar na matéria. É a realização das bodas internas, a síntese entre as diferentes dimensões dentro de um ser.
Os novos seres já estão prontos para esta capacidade de unir-se com Tudo O Que É.
São interdimensionais, isto é, têm a capacidade de comunicação com seres extra-físicos, de outras dimensões ou níveis de realidade. Antevêem o futuro e conhecem passados de outras eras, falam ou ouvem fadas, mestres, anjos etc. Alguns índigos sugerem, através de sonhos, aos seus futuros pais seus próprios nomes, antes do nascimento.

Afirmações para Consciência em Expansão:

Tenho capacidade de cumprir, com êxito e facilidade, minha parte no Plano de Deus, sendo co-criador com Ele!… Sou um mestre de luz encarnado na Terra, evoluindo, me expandindo e ascendendo cada vez mais, cumprindo aquilo que aqui vim realizar para o meu bem e para o bem de todos. Ajudo a todos abrindo e sustentando novos paradigmas, sabendo discernir com sabedoria e clareza aquilo que deve mudar… Ajo com lucidez e determinação em meus projetos e empreendimentos.
Confio em mim e na Providencia Divina, com a certeza de que receberei em abundancia idéias, recursos, instrumentos, orientação intuitiva, colaboradores e respostas nas iniciativas inspiradas… A coragem, a saúde e a sorte me acompanham.
Utilizo as energias que me chegam de forma equilibrada, adequadas ao meu corpo físico, sem danos ou doenças… Possuo a freqüência dos grandes seres, anjos e mestres, podendo usar meus dons com facilidade sempre que precisar deles.
Estou aterrada e segura em minha vida terrena, em conexão harmônica com o céu e a Terra, calmo, balanceado e feliz… Faço crescer minhas raízes antes de fazer crescer o tronco, os galhos, as folhas, as flores e os frutos. Fortaleço-me em minhas inteligências múltiplas, em meu amor incondicional e minha paixão missionária.
Desenvolvo-me em todos os níveis, com equilíbrio energético e percepções avançadas. Tenho o apoio de meus guias e anjos protetores. Reconheço meu valor e tenacidade nas coisas que faço e crio. Sou original, amoroso, gentil, humanitário e vitorioso.
Sei mesclar com destreza a tecnologia e os recursos ancestrais sagrados da natureza terrena. Descubro novos caminhos e verdades por onde ando, estudo e incorporo tudo o que há de melhor nas diferentes culturas.
Sei transcender com rapidez e inteligência os problemas do caminho, sem danos ou estresse. Ajudo a criar um novo mundo de paz e felicidade sobre o planeta. Aprendo e ensino ao mesmo tempo. Vivo a unidade divina na Terra. Sou Deus em ação!

domingo, 10 de junho de 2012

Inveja

Quando alguém que não tem sua auto-estima fortalecida, se compara com outro, surge nela um sentimento negativo, desesperador, visto que sempre haverá em algum aspecto, pessoas melhores do que nós.
Devemos compreender que cada pessoa tem seu jeito de ser, seu ritmo de viver, um caminho a trilhar. Não estamos nesta vida para sermos melhores ou piores do que ninguém, mas sim, para realizar o potencial que existe em cada um de nós. Sermos sempre melhores comparados com nós mesmos.
Claro que alguém irá dizer...
Mas como sabermos se somos melhores sem um parâmetro de comparação?
Não necessitamos de um padrão de comportamento com todas as características que definiriam o que é ser bem sucedido para aí sim podermos alcançá-lo.
No caso concordaria, mas teria a certeza de que esta comparação com o outro para ser válida, teria de nos levar a um aprendizado.
Comparar-se com o outro de forma sadia, é aprender com o outro e isto se chama
Admiração.
Por isto dizerem que no fundo de todo sentimento de inveja, existe o sentimento de admiração, pois a inveja nada mais é do que a admiração pelo outro aliado à decepção com nós mesmos.
Por isto o invejoso busca diminuir o seu objeto de admiração, pois na incapacidade de aprender com ele, ser como ele, ela simplesmente opta por destruí-lo, ficando assim, ambos no mesmo plano...
Pequeno...
Miúdo...
Rasteiro.
Devemos compreender que cada estrela tem seu brilho e que cada um de nós é uma estrela.
Feliz daquele que se alegra com a alegria do outro, pois não se sente frustrado como o invejoso, que tenta roubar a alegria do outro, como os planetas roubam a luz das estrelas. Além do que, não se resolve a tristeza consigo mesmo, torcendo pela tristeza do outro.
Não se dissipa as limitações com as limitações do outro.
Daí acreditar que devemos ser padrões de nós mesmos para podermos encontrar a alegria de sermos o que somos e saber que poderemos ser muito mais.

sábado, 14 de abril de 2012

"Sustento que o sentimento religioso cósmico
é o mais forte e o
mais nobre incitamento à pesquisa científica. "

Albert Einstein

terça-feira, 10 de abril de 2012

Degraus da Vida

Uma pessoa me falou essa semana que nossa vida é formada por degraus, e que a cada dia temos que subir e descer, mas que sempre almejaremos o degrau de cima, pois esse é tido como nossos objetivos de vida, nossas perspectivas... Hoje, não sei em qual degrau estou... Talvez esteja descendo por entender diversos acontecimentos que vêm ocorrendo em minha vida.

As reflexões do dia a dia estão mais presentes. As realizações vindas estão sendo captadas com mais simplicidade e as pessoas as quais convivo as vejo de forma diferente, sem querer rotular qualquer conceito ou estilo de pessoa que deva ser.

Os degraus que subimos são somas dos ensinamentos a serem seguidos... Os que descemos são resultados para atingir o ápice do amadurecimento pessoal, revestido pelo manto da humildade e da compreensão para com o próximo. Confesso que desci alguns degraus, e que me deixou um pouco abalado, triste, inferiorizado. Mas não me deixei abater com isso. Lembro-me dos versos de Drummond: “No meio do caminho tinha uma pedra; tinha uma pedra no meio do caminho... Nunca me esquecerei desse acontecimento”. Definitivamente, está pedra foi retirada do meu caminho, estou bem!

As tristezas marcadas fazem parte de nossas vidas, para que delas possam ser extraídos todos os ensinamentos que não quiseram ser aprendidos ou não tiveram a menor preocupação em compreendê-los, se torna uma experiência de vida.

Estou em um novo degrau, subindo cada vez mais. Os degraus alcançados pelas futuras realizações serão efêmeros e imperceptíveis. Deixa-se de lado toda a sua essência, de uma forma quase mecanizada, em busca de outros degraus. Despreza-se o olhar estupefato da reação, o pulsar puro das emoções e o âmago da alegria, partindo para novos desafios e horizontes desconhecidos... As alegrias tidas devem ser vivenciadas intensamente e armazenadas com muito carinho, no fundo das boas lembranças.

Não quero mais nada... Quero apenas continuar meu caminho... Conquistar o topo dos degraus da felicidade. É isso!

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Energia liberada pelas mãos consegue curar malefícios, afirma pesquisa da USP Um estudo desenvolvido recentemente pela USP (Universidade de São Paulo), em conjunto com a Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), comprova que a energia liberada pelas mãos tem o poder de curar qualquer tipo de mal estar. O trabalho foi elaborado devido às técnicas manuais já conhecidas na sociedade, caso do Johrei, utilizada pela igreja Messiânica do Brasil e ao mesmo tempo semelhante à de religiões como o espiritismo, que pratica o chamado 'passe'. Todo o processo de desenvolvimento dessa pesquisa nasceu em 2000, como tema de mestrado do pesquisador Ricardo Monezi, na Faculdade de Medicina da USP. Ele teve a iniciativa de investigar quais seriam os possíveis efeitos da prática de imposição das mãos. 'Este interesse veio de uma vivência própria, onde o Reiki (técnica) já havia me ajudado, na adolescência, a sair de uma crise de depressão', afirmou Monezi, que hoje é pesquisador da Unifesp. Segundo o cientista, durante seu mestrado foi investigado os efeitos da imposição em camundongos, nos quais foi possível observar um notável ganho de potencial das células de defesa contra células que ficam os tumores. 'Agora, no meu doutorado que está sendo finalizado na Unifesp, estudamos não apenas os efeitos fisiológicos, mas também os psicológicos',completou. A constatação no estudo de que a imposição de mãos libera energia capaz de produzir bem-estar foi possível porque a ciência atual ainda não possui uma precisão exata sobre esse efeitos. 'A ciência chama estas energias de 'energias sutis', e também considera que o espaço onde elas estão inseridas esteja próximo às frequências eletromagnéticas de baixo nível', explicou. As sensações proporcionadas por essas práticas analisadas por Monezi foram a redução da percepção de tensão, do stress e de sintomas relacionados a ansiedade e depressão. 'O interessante é que este tipo de imposição oferece a sensação de relaxamento e plenitude. E além de garantir mais energia e disposição.' Neste estudo do mestrado foram utilizados 60 ratos. Já no doutorado foram avaliados 44 idosos com queixas de stress. O processo de desenvolvimento para realizar este doutorado foi finalizado no primeiro semestre do ano passado. Mas a Unifesp está prestes a iniciar novas investigações a respeito dos efeitos do Reiki e práticas semelhantes a partir de abril deste ano.

quinta-feira, 8 de março de 2012

segunda-feira, 5 de março de 2012

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Reiki



ORIGEM

A palavra Reiki tem sua origen em dois ideogramas japoneses REI e KI que significam respectivamente: Rei = Universo primordial que equilibra Ki, a energia que existe tanto no universo quanto em nosso corpo. Portanto, a palavra ReiKi quer dizer: "Energia Vital Universal".



O Reiki é mencionado em "sutras" budistas (antigos textos com mais de 2 500 anos idade), e foi redescoberto no meio do século passado pelo Dr. Mikao Usui.


Trata-se de um sistema natural de cura, baseado na física quântica, visando o equilíbrio energético através da imposição das mãos. É um método de energia renovador, que pode ser usado em conjunto com qualquer outra técnica de tratamento medicinal, assim como outras terapias de crescimento pessoal.



Reiki é um sistema inteligente de energia utilizado para harmonização psíquica e cura física, atua em todos os níveis do ser: (físico, emocional, mental e espiritual), transmutando energias negativas em positivas, através de determinados pontos chamados chakras.



Chakras são centros de energia vital, que funcionam como vórtices, através dos quais a energia reiki é transmitida de planos superiores para o corpo físico. A boa saúde só é possível quando os chakras funcionam adequadamente. Durante uma sessão de Reiki, o processo de abertura, limpeza e equilíbrio dos chakras tem por objetivo manter os chakras abertos e equilibrados para que a energia vital possa fluir, conservando a saúde do corpo, da mente e do espírito.



Os 7 Chakras principais são os seguintes:



1º Muladhara - Sacral ( Base da espinha)


2º Svadhisthana - Esplênico ( Órgãos reprodutores )


3º Manipura - Umbilical ( Centro do plexo solar )


4º Anahata - Cardíaco ( Acima do coração )


5º Visuddha - Faríngeo ( Garganta )


6º Ajna - Cavernoso ( Entre as sobrancelhas )


7º Sahasrara - Coronário ( Parte superior da cabeça )



Para saber mais sobre Chakras, clique aquí



A energia Reiki é capaz de tratar desde enxaqueca, depressão, insônia, angústia e ainda elimina bloqueios em todos os níveis ( físico, emocional, mental e espiritual ). Elimina o stress diário e acelera qualquer tratamento alopata.



O Reiki permite que a pessoa amplie sua consciência, melhore seu estado emocional e estimule o seu sistema de defesa para dessa forma readquirir a força e a vontade de viver. " é o próprio indivíduo que em seu estado natural de equilíbrio energético atinge a cura". Essa terapia também visa equilibrar o fluxo de energia, levando ao auto conhecimento e a transformação individual, alcançando assim, a cura ou a convivência pacifica com a doença.



Dentre os benefícios do Reiki, destacamos:


Não conflita com crenças religiosas;


Pode ser combinada com outras técnicas de cura;


Cura as causas e elimina os efeitos dos desequilíbrios;


Elimina bloqueios, traumas, etc.


Acelera os processos de cura:


Não tem contra indicação.



Somente a transformação é que merece ser chamada de cura, curar-se não é deixar de sentir sintomas, mas trocar repressão por liberação, ignorância por sabedoria, alienação por auto conhecimento, desespero por coragem, desejo por vontade, ociosidade por ação fecunda, embotamento por criatividade, hipocrisia por autenticidade.



O Reiki pode ser aplicado de duas maneiras:


1 - Reiki Presencial:


Com a pessoa presente, consiste na captação e transmissão de energia, por meio da imposição de mãos, com o objetivo de acelerar os processos de cura. Uma sessão de ReiKi dura em média de 50 minutos a uma hora. O paciente deve estar deitado ( não precisa tirar a roupa ), tendo como fundo uma música suave. O terapeuta reikiano coloca suas mãos em forma de concha sobre determinados pontos do corpo do paciente, permanecendo de 3 à 5 minutos em cada posição, o organismo capta a energia universal e se encarrega de distribui-la para onde há necessidade. É aconselhável três sessões sequenciais: Uma para limpeza, outra para harmonização e outra para fixação de energia.



2 - Reiki à Distância:


Com combinação prévia entre paciente e terapeuta, através de foto recente da pessoa, ou com foto em determinada época em que ocorreram traumas, perdas ou simplesmente para uma maior harmonização entre o passado e o presente. Pode-se ainda enviar Reiki à distância tendo apenas o nome completo do paciente e sua localização geográfica. Nesses casos, o Reiki funciona além dos limites do tempo e espaço.



A LENDA

Diz a lenda que quando o Dr. Usui era Diretor de um colégio cristão em Moto - Japão, certo dia, foi perguntado por um aluno, se acreditava literalmente, em tudo que estava escrito na Bíblia. Diante de sua afirmativa, o aluno perguntou se ele já havia visto alguém atuando como Jesus, curando os doentes, caminhando sobre as águas, etc., ao que ele respondeu: "Sou um bom cristão e tenho fé, mas não posso mostrar nada disso porque nunca aprendi como fazer." O aluno insistiu: "Mas nós estamos começando nossas vidas, e a sua fé cega não serve de nada para nós. Queremos uma demonstração." Dr. Usui respondeu: "Agora mesmo renuncio ao meu cargo, e vou viajar para a América, e estudar a Bíblia num país cristão. Espero que possa lhe dar a prova quando voltar." Dr. Usui deixou o colégio no dia seguinte e partiu.



Este foi o início de anos de estudos. Inicialmente na universidade de Chicago, nos EUA, estudou a Bíblia, cristandade e filosofia, e viu como os textos eram idênticos aos que conheceu no Japão, ensinados por missionários, mas não descobriu onde Jesus teria deixado a fórmula para as suas curas milagrosas. Então continuou seus estudos de hinduísmo, budismo, e outras religiões. Leu também que Budha curou doentes com a imposição das mãos.



Neste momento, já há sete anos em Chicago, decidiu voltar para Kioto, na expectativa de encontrar a fórmula, estudando mais sobre Budha. Visitou os Templos e mosteiros, sempre fazendo as mesmas perguntas: "As sutras dizem que Budha curou? Você sabe como fazê-lo?" A resposta era sempre a mesma: "Estamos nos encarregando de curar a alma e a mente das pessoas - quem trata o corpo são os médicos".



Dr. Usui tentou juntar os pedaços para obter uma forma praticável, sem sucesso. Decidiu então entrar em jejum e meditar durante 21 dias em uma montanha sagrada, o Monte Kurama, em "busca de uma visão interior". Quando deixou o mosteiro pediu que procurassem o seu corpo, se não voltasse dentro de 22 dias; Ele não queria voltar sem a solução da antiga fórmula.



Subiu o Monte Kurama, encontrou um lugar para ficar e juntou 21 pedrinhas como calendário, toda manhã jogava uma pedrinha fora. Durante todos os dias leu as sutras, meditou, cantou mantras e orou pedindo por uma iluminação.



Nas primeiras horas do 21° dia, depois de ter terminado sua meditação, abriu os olhos e olhou para o céu, pensando, que aquela seria a última oportunidade para encontrar a resposta de sua busca de tantos anos.



Viu uma luz se aproximando com muita rapidez. Excitado pensou: "Este é um teste. Vou enfrentá-lo." De olhos totalmente abertos, viu a luz batendo na sua testa, caiu para trás e perdeu a consciência. Teve a visão de milhões de bolinhas de luz nas cores do arco-íris, dançando na sua frente. As cores encheram o céu por inteiro e como última viu a luz branca e em letras douradas, reconheceu coisas já lidas nas sutras. Depois apareceram símbolos dourados e ao ver cada um, entendeu intuitivamente o seu uso.



OS SÍMBOLOS SAGRADOS

Quando acordou, o sol já estava alto no céu, levantou, e se sentiu forte e sem fome, cheio de energia e pronto para voltar ao mosteiro. Jogou fora a última pedrinha e desceu a montanha.



Na descida do monte, feriu o pé numa pedra. Impondo sua mão sobre o pé machucado, o sangue estancou rapidamente e a dor desapareceu de imediato. Ao chegar em uma estalagem, sentiu fome e solicitou uma refeição abundante. O proprietário, ao saber que ele havia passado 21 dias em jejum, sugeriu algo mais leve, contudo, Dr. Usui consumiu tranquilamente toda a refeição. Enquanto comia, percebeu que a jovem garçonete trazia uma bandagem em virtude de um inchaço provocado por uma dor de dente. Solicitou autorização para impor-lhe as mãos. O inchaço desapareceu em minutos, e logo em seguida a dor. A garota estava curada.



À noite, quando chegou ao mosteiro, o Dr. Usui livrou ainda um amigo de uma artrose nos joelhos, impondo-lhe as mãos. Procurou um velho monge com quem se aconselhou sobre o que fazer com a sua descoberta. Após esse aconselhamento, decidiu então curar e ajudar aos mais pobres, mudou-se para um bairro pobre onde praticou Reiki por sete anos. Curou doentes, encaminhou jovens ao mosteiro para estudar e também os ajudou a encontrar emprego.



Uma certa noite, caminhando pelas ruas, viu algumas dessas pessoas que havia ajudado e perguntou porque haviam voltado para a favela. Recebeu várias respostas, mas que no fundo, era sempre a mesma: "A vida fora da favela exige mais cuidado, mais responsabilidade, enquanto que pedir dinheiro nas ruas é muito mais simples". Os mendigos não apreciaram o que receberam e não demostraram nenhuma gratidão.



Naquele momento o Dr. Usui entendeu o sentido do que o velho monge lhe dissera: "O espírito vem primeiro - o físico vem depois". Dr. Usui pensou então que sua falha se devia ao fato de ter curado apenas os seus corpos, e não suas mentes e espíritos. A partir de então, Dr. Mikao Usui se recusou a atender gratuitamente outras pessoas, retornou ao mosteiro para se aconselhar com o velho monge e estabeleceu cinco regras de vida espiritual que chamou de:



OS CINCO PRINCÍPIOS

Só por hoje !!!


Não me preocuparei.

Não me irritarei.

Serei grato a tudo e a todos.

Serei gentil com todas as criaturas.

Trabalharei Honestamente.

Dr. Usui peregrinou pelo Japão inteiro. Tornou-se conhecido como um grande curador, mas sempre reconheceu que não era ele o responsável pelas curas, mas sim, a energia divina do Reiki.



OS MESTRES
Dr. Mikao Usui - HawayoTakata - Chujiro Hayashi

Mikao Usui nasceu em 15/08/1865 na província japonesa de Gifu. Casou-se com Sadako Suzuki, com quem teve dois filhos. Faleceu em 19/03/1926. Em sua biografia oficial, consta que não era monge cristão e não era médico. O termo "Doutor" que antecede o seu nome, seria uma tradução livre do vocábulo "Sensei". Dr. Usui iniciou 18 Mestres de Reiki, dentre os quais nomeou o Dr. Chujiro Hayashi como seu sucessor.



Chujiro Hayashi (1878 - 1941). Em sua biografia oficial consta que não teria sido nomeado por Mikao Usui, mas que conheceu o método Reiki em 1939 e fundou uma clínica de Reiki em Tóquio. Dr. Chujiro Hayashi nomeou a sua aluna Hawayo Takata como sua sucessora.



Hawayo Takata (1900 - 1980). Havaiana, descendente de japoneses, trouxe o Reiki para os Estados Unidos, de onde passou a ser difundido para o mundo todo. Após sua morte, duas de suas alunas fundaram associações de Reiki nos EUA, e em 1988, todos os mestres de Reiki iniciados tiveram permissão para iniciar outros mestres em Reiki. Até então, só o Grão-Mestre iniciava outros mestres, atualmente o Reiki se difunde muito rapidamente no mundo todo.



Embora existam Reikianos da corrente do "Reiki Livre e Sem Mestre", os quais respeito, que defendem a auto-sintonização, recomendo que os interessados procurem um Mestre de Reiki devidamente habilitado para iniciá-los nessa técnica de cura. Acredito que o contato com essa energia Divina e Universal, deva se dar por meio da sintonização através dos rituais de iniciação nos seguintes graus:



Nível I - O Despertar


Nível II - A transformação


Nível III - A Realização


Nível III b - O Mestrado



Os símbolos sagrados não são secretos e poderão ser encontrados em outras publicações com alguma variação. A lenda relatada poderá ser refutada como fantasia, diz-se que ela foi inventada por Hawayo Takata para poder difundir o Reiki no ocidente numa época (pós 2ª guerra) em que tudo o que vinha do Japão era visto com muita desconfiança pelos ocidentais. No entanto eu a considero muito bonita para ser esquecida e, portanto resolvi contá-la. Existem diversos sites e bons livros sobre o assunto que trazem as biografias oficiais dos Mestre de Reiki, por essa razão considerei desnecessário relatá-las na íntegra. Não pretendo com este texto esgotar o assunto sobre Reiki, mas apenas despertar no leitor o interesse por essa técnica milenar de cura natural.





Amada Presença de Deus, EU SOU, Coloco-me a disposição da Tua Luz, aqui e agora ! Coração, cabeça, mãos, pés e todo o meu ser, à serviço da Cura ! Imploro para que a hierarquia celestial utilize-me, como instrumento para a manifestação da Tua Vontade Divina !



Que assim Seja !!!

Namastê.

Mandalas




A mandala personalizada é um instrumento para desenvolvimento pessoal e ampliação da

consciência. Ela irá trabalhar aspectos da personalidade que necessitam ser clareados ou

fortalecidos: como medo, ansiedade, relaxamento psicofísico, centramento, enraizamento,

atenção e concentração. Também pode ser feita para algo específico, como o desenvolvimento

espiritual, da vontade, para proteção pessoal ou familiar.

Meditar com uma mandala personalizada faz com que as emoções conflituosas gradativamente

se organizem, trazendo mais centramento e bem-estar.
Ocorreu um erro neste gadget